segunda-feira, 3 de agosto de 2015

Nossa herança #rpsp - Gênesis 23


A herança que Deus prometeu a Seu povo não está neste mundo. Abraão não teve possessão na Terra, “nem ainda o espaço de um pé”.Atos dos Apóstolos 7:5. Ele possuía muitos recursos, e deles fazia uso para a glória de Deus e para o bem de seus semelhantes; mas não olhava para este mundo como sua pátria. O Senhor o chamara para deixar seus patrícios idólatras, com a promessa da terra de Canaã em possessão eterna; todavia nem ele, nem seu filho, nem o filho de seu filho, a recebeu. Quando Abraão quis um lugar para sepultar seus mortos teve de comprá-lo aos cananeus. Sua única possessão na terra da promessa foi aquele túmulo cavado na pedra, na caverna de Macpela — Patriarcas e Profetas, 169{FD 18.1} #rpsp

domingo, 2 de agosto de 2015

Jeová-jire (Deus proverá) #rpsp

Então Abraão viu “um carneiro detrás dele, travado pelas suas pontas num mato”, e prontamente trazendo a nova vítima, ofereceu-a “em lugar de seu filho”. Em sua alegria e gratidão, Abraão deu um novo nome ao lugar sagrado — “Jeová-jire”, “o Senhor proverá”.Gênesis 22:14.
Foi para impressionar o espírito de Abraão com a realidade do evangelho, bem como para lhe provar a fé, que Deus o mandou matar seu filho. A angústia que ele sofreu durante os dias tenebrosos daquela terrível prova, foi permitida para que compreendesse por sua própria experiência algo da grandeza do sacrifício feito pelo infinito Deus para a redenção do homem. Nenhuma outra prova poderia ter causado a Abraão tal tortura de alma, como fez a oferta de seu filho. Deus deu Seu Filho a uma morte de angústia e ignomínia. Aos anjos que testemunharam a humilhação e angústia de alma do Filho de Deus, não foi permitido intervirem, como no caso de Isaque. Não houve nenhuma voz a clamar: “Basta.” A fim de salvar a raça decaída, o Rei da glória rendeu a vida. Que prova mais forte se pode dar da infinita compaixão e amor de Deus? “Aquele que nem mesmo a Seu próprio Filho poupou, antes O entregou por todos nós, como nos não dará também com Ele todas as coisas?” Romanos 8:32. {PP 103.2}

Deus sempre tem uma provisão especial, um milagre pronto para nos dar, o grande problema é que no decorrer desse trajeto podemos passar por tristeza, angústia e talvez venhamos até mesmo a desistir por não confiar plenamente na palavra de Deus para nós como o fez Abraão.

Entenda uma coisa hoje, se Deus não poupou o Seu Filho, será que Ele não tem algo melhor para nós do que estamos passando hoje? Será que o que estamos passando não é apenas uma caminhada para um milagre glorioso? E se realmente é isso, então porque não depositar nossa confiança nesse Senhor e Salvador assim como Abraão fez? Hoje é o dia de sabermos esperar no Senhor porque Jeová-jire! #rpsp

terça-feira, 14 de julho de 2015

Reavivados por Sua Palavra - Nova fase

Crê no Senhor vosso Deus, e você terá sucesso. Crede nos seus profetas e você vai prosperar. 2 Crônicas 20:20

Nova fase do projeto Reavivados Por Sua Palavra começou dia 12 mas dá tempo de iniciarmos ainda.

Como funciona:
Na primeira etapa do projeto você lia um capítulo da bíblia por dia. Agora além de ler um capítulo da bíblia por dia e lerá também durante a semana cerca de dois capítulos de um livro do Espírito de profecia, escolherá alguma parte que gostou e postará nas redes sociais, sempre usando a tag #rpsp.

Tabela dos livros a serem lidos e seus respectivos dias:
https://reavivadosporsuapalavra.files.wordpress.com/2015/07/bible-reading-plan-2015-2020.pdf

https://reavivadosporsuapalavra.files.wordpress.com/2015/07/believe-his-prophets-daily-reading-plan.pdf

Relação de títulos Português-Inglês dos livros de Ellen G. White:
http://centrowhite.org.br/ellen-g-white/relacao-de-titulos-portugues-ingles-dos-livros-de-ellen-g-white/

Faça parte desse projeto e seja reavivado pela Palavra.

Mais informações: http://reavivadosporsuapalavra.org/


Segue o pastor Pr. Erton Köhler e o pastor Rafael Rossi falando sobre o assunto:


sexta-feira, 5 de junho de 2015

Pastor Bullón - Testemunho



Pastor Alejandro Bullón contando um pouco sobre sua vida pessoal e de como todos nós somos seres humanos sujeitos a falhas e com "telhados de vidro".

Lindo testemunho.

terça-feira, 12 de maio de 2015

Cinema, porque não vou



Inspirado no testemunho do Dr. Luigi Braga (CLIQUE AQUI PARA ASSISTIR) resolvi postar alguns pontos que achei interessante sobre o assunto:

“Advertimos fervorosamente contra a influência subtil e sinistra do cinema, que não é lugar para o cristão. Os filmes encenados para apresentar visualmente e por sugestão os pecados e crimes da humanidade – homicídios, adultérios, roubos e males semelhantes – são em grande medida responsáveis pelo presente desmoronamento da moralidade. Apelamos aos pais, às crianças e aos jovens, para que fujam desses lugares de diversão e se abstenham de assistir a esses filmes que glorificam a representação e os atores profissionais. Se nos deleitarmos no grande mundo da Natureza que Deus criou, e no grande romance que envolve os seres humanos e a maneira como Deus atua em relação a eles, não nos sentiremos atraídos pelas pueris representações teatrais.” (Manual da Igreja 2008 Págs. 230,231)

“Devemos evitar tudo o que dramatize, apresente graficamente ou sugira os pecados e crimes da humanidade – homicídio, adultério, roubo e males similares, os quais em grande medida são responsáveis pelo desmoronar da moralidade. Em vez disso, devemos ter prazer no grande mundo da Natureza criada por Deus e no romance dos agentes humanos e das obras divinas.” (Manual da Igreja 2010 Pág. 169)


Que diferença existe então de eu assistir em casa ou no cinema?
A influência da mídia no nosso cérebro:
Mídia Escrita --> Temos 80% de defesa do nosso subconsciente com relação ao que entra em nosso cérebro, ou seja 20% vai para o nosso subconsciente sem nosso consentimento.
Música --> 50% vai direto para o subconsciente.
Televisão --> 40% de defesa do subconsciente. 60% passa direto para o nosso subconsciente sem que percebamos. Isso porque temos muitas distrações ao assistir um filme em casa e não existe um foco direto ao que está sendo visto. Além do ambiente não ser igual ao do cinema(tamanho da tela, 3D, som, etc.)
Cinema --> Poder de defesa do subconsciente no cinema é de 2% ou seja 98% do que você vê vai direto para o seu subconsciente sem passar antes por uma análise, sem que você se dê conta ou perceba, isso fica gravado em sua mente sem seu consentimento.

O problema é o lugar, não por ser um ambiente vulgar ou coisa e tal. Mas pela influência que ele tem no seu subconsciente.
Não é você que consegue barrar ou não, simplesmente a informação vai direto. Não adianta dizer isso não me afeta, aquilo outro não me atinge, eu sei distinguir a realidade da ficção. Seu subconsciente vai te mandar por vezes esse tipo de informação adquirida para você tomar decisões na sua vida.
Para ir ao cinema é um evento você se programa se prepara fica pronto para estar ali e dificilmente sai antes que termine.

Ainda existe outro fator importante chamado de "Anestesia de realidade" que é um choque que ocorre quando a informação é consolidada no seu subconsciente. Isso acontece quando a pessoa sai da sala do cinema e vai para o corredor do shopping, sai do ambiente escuro e se depara com luzes vitrines e tudo mais, esse choque de uma realidade para outra faz com que a informação que você viu se mantenha e seja gravada no seu subconsciente.

A mídia gosta de trabalhar muito com isso, de brincar com a nossa mente.
Lançam um carro novo e ele é feio mas depois que você passa ter informações desse carro e então você passa a gostar. Foi feito pesquisas onde uma mesma revista meses antes dizia bem de um veículo e meses depois mal.
Isso faz com que ocorra algo que é a "ânsia de ter e tédio de possuir".
E assim nos tornamos mais e mais consumistas.

Um exemplo de uma informação ruim vinda de um filme seria do filme Crepúsculo.
Vampiros dizem que viver eternamente é uma maldição mas ser mortal e morrer é uma benção. Viver eternamente para eles é chamado de veneno.
Aí a informação que o seu subconsciente manda pra você quando você tem um problema é essa, o que você acha?

No filme Crepúsculo em apenas uma frase diz o seguinte: “Pra que você vai viver eternamente se você pode viver 60, 70 anos de plenitude ao meu lado?”
Imagina depois o subconsciente te dizendo isso em um momento de problema na sua vida e aí? Ou quando você acha que é melhor curtir a vida? Você acaba deixando a eternidade de lado? Em segundo plano?
Esse é apenas um exemplo.

Minha conclusão:
Na minha opinião algumas coisas não seriam boas de se ver nem em casa com a família, o melhor é ir aos poucos cortando coisas que não trazem nada de bom para nós.

Essas colocações acima para mim isso é mais que o suficiente para que eu escolha não participar desse tipo de evento(ir ao cinema). Preciso ter uma mente clara e sadia para tomar decisões sábias em na vida, para poder ter uma comunhão melhor com o Deus. E para que ao ler a bíblia eu consiga entender de uma maneira muito clara o que Deus espera de mim.


Fontes: Conteúdo extraído do testemunho do Dr. Luigi Braga, pesquisas e documentos da Igreja Adventista do Sétimo dia.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails